Prefeitura de Vitória

Voltar
MenuMenu

Terceira Idade

O aumento da expectativa de vida no Brasil nos convida a um olhar atencioso com a terceira idade. É fundamental oferecer condições para que eles desfrutem dessa fase da vida com saúde, conforto e bem estar.

Centros de Convivência para a Terceira Idade

Elizabeth Nader

Idosas dançando em palco do Teatro Carlos Gomes

Previstos na Política Nacional de Assistência Social (PNAS), os Centros de Convivência para a Terceira Idade (CCTI) integram a rede de serviços da Proteção Social Básica do Sistema Único da Assistência Social (Suas) em Vitória.

Nos espaços, são desenvolvidas atividades de formação cidadã, culturais, esportivas e recreativas, que proporcionam o envelhecimento saudável e a defesa de direitos.

O objetivo é possibilitar à terceira idade espaços de convivência, favorecendo a melhoria da qualidade de vida, a valorização da autoestima, o fortalecimento de vínculos familiares e comunitários e a prevenção do isolamento social.

Como participar

Para participar das atividades, a pessoa idosa deve procurar o Centro de Convivência mais próximo de casa e preencher a ficha de cadastro. Os interessados devem ser moradores de Vitória e ter idade acima de 60 anos.

Atividade oferecidas

  • Ginástica
  • Informática
  • Alongamento
  • Artes
  • Ioga
  • Teatro
  • Dança
  • Letramento
  • Terapia ocupacional
  • Grupos de convivência

Nos Centros de Convivência de Jardim da Penha e Jardim Camburi também são ofertadas atividades de musculação, hidroginástica, pilates e oficina de música. Em Maria Ortiz, pessoas idosas também podem participar das atividades de coral e congo.

Onde ficam

4 ocorrência(s)
Nome da unidade Endereço Telefone Horário
Centro de Convivência para a Terceira Idade no Centro Rua Coronel Monjardim, 147
Centro
3381-3416 7h às 17h 30min
Centro de Convivência para a Terceira Idade em Jardim Camburi Rua Doutor João Batista Miranda Amaral, 115
Jardim Camburi
3337-4625 7h às 18h
Centro de Convivência para a Terceira Idade em Maria Ortiz Rua Professor Expedito Ramos Bogea, 40
Maria Ortiz
3135-2980 7h às 17h 30min
Centro de Convivência para a Terceira Idade em Jardim da Penha Avenida Saturnino Rangel Mauro, 503
Pontal de Camburi
3227-9951 7h às 17h 30min

Fonte: Secretaria de Assistência Social

Última atualização em 16/08/2017

Voltar para o topo

Grupos de terceira idade fazem reuniões em diversos bairros

Os Grupos de Convivência para Terceira Idade têm como objetivo fortalecer a autonomia, as relações familiares e comunitárias dos idosos que moram em  Vitória. Os grupos integram a rede de serviços da Proteção Social Básica do Sistema Único da Assistência Social (Suas) em Vitória.

Os encontros são realizados em espaços comunitários, providenciados pelos próprios idosos, com a coordenação e apoio da Prefeitura de Vitória. As atividades são realizadas semanalmente por profissionais de Serviço Social, Artes Plásticas e Educação Física.

Atividades

  • Oficinas de artes e de artesanato;
  • Palestras educativas;
  • Exercícios físicos;
  • Mobilização para eventos recreativos como passeios, excursões, confraternizações e jogos.

Onde ficam os Grupos da Terceira Idade

29 ocorrência(s)
Nome Endereço
Vivendo A Melhor Idade - Andorinhas Av Leitão Da Silva, Sn
Andorinhas
Vivendo A Melhor Idade - Eucalipto Rua Dióscoro Carneiro Filho, Sn
Bonfim
Vivendo A Melhor Idade - Fonte Grande Esc Jayme Figueira, 13
Centro
Vivendo A Melhor Idade - Centro Rua Coronel Monjardim, 147
Centro
Vivendo A Melhor Idade - Consolação Rua Desembargador Otávio De Carvalho Lengruber, Sn
Consolação
Vivendo A Melhor Idade - Bairro Da Penha Rua Pedro Ferreira, Sn
Da Penha
Vivendo A Melhor Idade - Bairro De Lourdes Rua Flávio Abaurre, 235
De Lourdes
Vivendo A Melhor Idade - Praia Do Suá Rua Caetano Tunholi, Sn
Enseada Do Suá
Vivendo A Melhor Idade - Goiabeiras Av Presidente Costa E Silva, Sn
Goiabeiras
Vivendo A Melhor Idade - Ilha Do Principe Av Jurema Barroso, 90
Ilha Do Príncipe
Vivendo A Melhor Idade - Itararé Rua Argeu Farias Gomes, 62
Itararé
Vivendo A Melhor Idade-Engenharia Bc Maria José Baldan, 07
Itararé
Vivendo A Melhor Idade - Jabour Rua Professor Expedito Ramos Bogea, Sn
Jabour
Vivendo A Melhor Idade - Jabour Rua Professor Expedito Ramos Bogea, Sn
Jabour
Vivendo A Melhor Idade - Jardim Camburi Rua Doutor João Batista Miranda Amaral, 115
Jardim Camburi
Vivendo A Melhor Idade - Jardim Da Penha Rua Ronaldo Scampini, 765
Jardim Da Penha
Vivendo A Melhor Idade - Jucutuquara Rua Mário Aguirre, 65
Jucutuquara
Vivendo A Melhor Idade - Maria Ortiz Rua Professor Expedito Ramos Bogea, Sn
Maria Ortiz
Vivendo A Melhor Idade - Maruípe Pc São José Operário, 208
Maruípe
Vivendo A Melhor Idade - Parque Moscoso Rua Doutor João Dos Santos Neves, 220
Parque Moscoso
Vivendo A Melhor Idade - Praia Do Canto Rua Fortunato Ramos, Sn
Praia Do Canto
Vivendo A Melhor Idade - Santa Tereza Rua Raphael Jantorno, 44
Santa Tereza
Vivendo A Melhor Idade - Santo Antônio Av Santo Antônio, 1400
Santo Antônio
Vivendo A Melhor Idade - Santo Antônio Av Santo Antônio, 1400
Santo Antônio
Vivendo A Melhor Idade - Santos Dumont Rua José Francisco Bertholdo, Sn
Santos Dumont
Vivendo A Melhor Idade - São Benedito Rua Tenente Setubal, Sn
São Benedito
Vivendo A Melhor Idade - Parque Barreiros Ii Rod Serafim Derenzi, Sn
São Cristóvão
Vivendo A Melhor Idade - Parque Barreiros I Rod Serafim Derenzi, Sn
São Cristóvão
Vivendo A Melhor Idade - Tabuazeiro Av Coronel José Martins De Figueiredo, 575
Tabuazeiro

Fonte: Secretaria de Assistência Social

Última atualização em 18/07/2014

Voltar para o topo

Núcleo de Integração Social oferece exercício físico e oficinas de arte

Kadidja Fernandes

Idosa fazendo aula de pintura em papel

O Núcleo de Integração Social para Pessoas Idosas (Nispi) oferece atividades artísticas, de estimulação da memória, recreação e de orientação ao exercício físico e ao envelhecimento saudável.

O espaço integra a rede de Proteção Social Básica do Sistema Único da Assistência Social (Suas). É um serviço que visa estimular a participação dos idosos, reafirmando a sua autonomia, além de valorizar suas habilidades e potencial artístico.

Além de amplo espaço para a prática de jogos de cartas, no Núcleo pessoas idosas podem participar, gratuitamente, de oficinas de memória, de pintura em tecido e de bijuteria. As oficinas têm duração de um a três meses. Também são oferecidas palestras, caminhadas e ginástica localizada.

Como participar

Para participar das atividades oferecidas, é necessário se inscrever no próprio Núcleo. Os interessados devem ser moradores de Vitória e ter mais de 60 anos.

Onde fica o Nispi

Rua Horácio Dias dos Santos, Praça Stela Coimbra, Santo Antônio - Ver no mapa
Telefone: (27) 3382-6145
Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas
 

Última atualização em 22/12/2016

Voltar para o topo

Transporte gratuito para idosos nos ônibus de Vitória

Pessoas com idade acima de 65 anos possuem gratuidade nos coletivos de Vitória. Para facilitar o acesso dessas pessoas ao transporte coletivo, é permitido que elas embarquem ou desembarquem pela porta dianteira do ônibus.

O benefício é garantido pela Constituição Federal (Artigo 230, parágrafo 2º) e pelo Estatuto do Idoso (Lei Federal 10.741/03, Artigo 39, parágrafo 1º). Para usufruir desse benefício, é preciso apresentar ao motorista do ônibus qualquer documento de identidade. Para os idosos que preferirem passar pela roleta, é necessário apresentar o Cartão de Gratuidade do Idoso.

Como obter o Cartão Siga Vitória Gratuidade

Para que o idoso acima de 65 obtenha o Cartão Siga Vitória Gratuidade, é necessário:

  • Ser morador do município de Vitória.
  • Apresentar comprovante de residência original em nome do idoso, CPF, Carteira de Identidade e duas fotos 3X4 recentes.
Posto de Atendimento para cadastramento
Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Espírito Santo (Setpes)
Rua Constante Sodré, 265 - Santa Lúcia - Ver no mapa
Telefone: (27) 2125-7602
Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 8 horas às 16h30

 

Última atualização em 15/02/2017

Voltar para o topo

Idoso e pessoa com deficiência têm vaga de estacionamento reservada

Samira Gasparini

Estacionamento Vaga Especial Deficiente

Em todas as regiões da capital, existem vagas de estacionamento reservadas exclusivamente para idosos e pessoas com deficiência ou dificuldade de locomoção. O uso da credencial é obrigatório. Ao utilizar uma dessas vagas, é preciso deixá-la sobre o painel, no interior do veículo, de modo que seja possível a sua visualização pelos agentes de trânsito da Guarda Municipal.

O uso das credenciais é uma exigência estabelecida nas resoluções 303/2008 e 304/2008 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que buscam uniformizar a fiscalização e a sinalização das vagas exclusivas.

Cadastramento

A Secretaria de Transportes, Trânsito e Infraestrutura Urbana (Setran) realiza o cadastramento e a emissão para a utilização das vagas reservadas, no térreo do Centro Integrado de Atendimento ao Cidadão (Ciac). Para isso, é necessária a presença no idoso no ato do cadastro. Caso ele não possa comparecer, o requerente deve obrigatoriamente apresentar uma procuração reconhecida em cartório. 

O idoso precisa apresentar, original e cópia, da Carteira de Identidade, CPF e comprovante de residência (conta recente de energia elétrica, água, telefone fixo ou carnê do IPTU do ano) em nome do solicitante. As cópias ficarão retidas para arquivamento. A credencial é impressa e emitida na hora.

A pessoa com deficiência e com dificuldade de locomoção precisa apresentar original e cópia, da Carteira de Identidade, CPF e comprovante de residência (conta recente de energia elétrica, água, telefone fixo ou carnê do IPTU do ano) em nome do solicitante, laudo médico recente, com CID, emitido há menos de seis meses. As cópias ficarão retidas para arquivamento.

Além de apresentar os documentos e cópias é preciso também preencher e apresentar a Requisição para Estacionar em Vaga Especial, também disponível no setor de atendimento. Embora o documento seja válido em todo o território nacional, cada município ou o Detran é responsável pela confecção da credencial. Portanto, se você não é morador de Vitória, procure a prefeitura da sua cidade ou o Detran.

Quem tem direito

Segundo o Estatuto do Idoso, têm direito às vagas especiais de estacionamento pessoas com 60 anos ou mais.

Penalidade

A credencial é de uso pessoal e intransferível. Sempre que o idoso ou pessoa com deficiência estiver conduzindo um veículo ou sendo transportada na condição de passageiro (desde que seja veículo particular) deverá utilizá-la, para estacionamento nas vagas exclusivas para a sua condição, deixando-a à vista, sobre o painel do veículo.

As credenciais de idosos e de pessoas com deficiência são diferenciadas, assim como a sinalização das vagas exclusivas.

O uso indevido dessas vagas caracteriza infração prevista no Art. 181, inciso XVII, do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e acarreta multa e pontuação na carteira.

Caso a credencial seja utilizada indevidamente, ela poderá vir a ser suspensa ou cassada, sendo retida pelo agente de trânsito no ato do registro da infração.

É proibido fazer cópia, rasurar ou repassar a terceiros. Os agentes de trânsito estão autorizados a solicitar a qualquer portador de uma dessas credenciais que apresente comprovante que o identifique como sendo o beneficiário da vaga em uso.

Onde fica a Setran

Centro Integrado de Atendimento ao Cidadão (Ciac)
Rua Vitório Nunes da Motta, 220, 5º andar, sala 507, Enseada do Suá - Ver no mapa
Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 12 às 18 horas

Mais informações: ligue para o Fala Vitória 156, de segunda a domingo, das 6 horas à meia-noite, incluindo feriados.

Última atualização em 13/11/2017

Voltar para o topo

Dicas de segurança no trânsito

Samira Gasparini

Mulher segura mão de idoso e o conduz sobre a faixa de pedestres

Ver e ser visto

Esta é a principal regra para os pedestres: estar atento ao movimento dos veículos e certificar-se de que também foi visto pelos motoristas. É preciso olhar para o condutor para ter certeza de que ele identificou a sua presença.

Dicas importantes do que fazer ao caminhar

  • Ande sempre pela calçada e afastado da rua;
  • Em estradas ou vias sem calçada, caminhe o mais à esquerda possível, no sentido oposto ao dos carros para que possa ser visto;
  • Sempre que estiver carregando sacolas, procure deixá-las para o lado oposto ao da rua;
  • Quando acompanhado de mais pessoas, ande em fila única.

Cuidado ao atravessar as ruas

A faixa de pedestre existe para garantir a sua segurança, mas é preciso ter cuidado na hora de atravessar.

  • Onde não houver semáforo e a preferência for sua, certifique-se de que foi visto pelo condutor do veículo e só faça a travessia quando o carro parar.
  • Atenção, olhe para os dois lados, duas, três ou mais vezes, até ter certeza de que nenhum veículo se aproxima.
  • Atravesse a rua sempre pela faixa de segurança, quando os semáforos para pedestres estiverem abertos. Caso não exista semáforo de pedestres, acene com a mão, sinalizando que fará a travessia.
  • Nos locais onde há semáforos, aguarde a sua vez.
  • Onde houver faixa sem semáforo, a preferência é do pedestre. O motorista deve redzir a velocidade, parar o veículo e aguardar até que o pedestre conclua a travessia com segurança.
  • Atravesse sempre em linha reta. Este é o caminho mais rápido até o outro lado da rua.
  • Em vias de grande movimento ou de alta velocidade, procure utilizar as passarelas.
  • Ao passar pelas lombadas eletrônicas, os veículos reduzem a velocidade. Por isso, atravesse sempre próximo ao equipamento ou na sua faixa de segurança.
  • Ao desembarcar de um veículo, saia pelo lado da calçada e aguarde até que ele se afaste para iniciar a travessia.
  • Nunca atravesse a rua atrás de ônibus, carros, árvores ou outros obstáculos que impeçam que os motoristas o vejam.

De olho na sinalização e nos veículos

  • Oriente-se por meio das placas de sinalização e dos semáforos. Respeite as vias exclusivas para ciclistas.
  • Para atravessar, siga até o semáforo para pedestres e aguarde a sua vez de passar, caminhando pela faixa de segurança.
  • No trajeto diário, procure fazer o caminho mais seguro, com menor fluxo de veículos, calçadas e cruzamentos sinalizados. Quanto menor o número de travessias, melhor.

Última atualização em 16/07/2014

Voltar para o topo

Conselho do Idoso

Elizabeth Nader

Dois idosos sentados no banco da praça no Dia Mundial de Conscientização de Violência a Pessoa Idosa

O Conselho Municipal do Idoso (Comid) colabora com a formulação de políticas, programas e projetos para melhorar a qualidade de vida dos idosos. Regulamentado pela Lei Municipal 6.944/07, que substituiu a lei 4.946/99,  o Comid é composto por 40 conselheiros, sendo 20 membros titulares e seus respectivos suplentes do poder público e da sociedade civil, com mandato de dois anos. As reuniões acontecem mensalmente, na terceira quarta feira de cada mês.

     

Confira quem são os membros do Comid

Poder Público: representantes das secretarias municipais de Assistência Social; Educação; Saúde; Esportes e Lazer; Cultura;Transportes, Trânsito e Infraestrutura Urbana; Habitação; Trabalho e Geração de Renda; e Cidadania e Direitos Humanos, além da Câmara Municipal de Vitória.

Sociedade Civil:  representantes dos usuários de serviços e benefícios prestados à pessoa idosa; representantes de entidades e organizações não governamentais que prestam atendimento, assessoria ou atuam na defesa e garantia dos direitos da pessoa idosa no âmbito municipal; e representantes de entidades de pesquisa, estudo, assessoria e formação de recursos humanos.

Documentos do Conselho

Documentos e atas disponíveis para consulta

Onde fica

Casa dos Conselhos
Endereço: Avenida Desembargador Santos Neves, 1.489, Praia do Canto
Telefones:  (27) 3382-6174 e (27) 3382-6179.
Email: comid@vitoria.es.gov.br

Última atualização em 28/06/2017

Voltar para o topo

Academias Populares da Pessoa Idosa

Marcos Salles

Idosa fazendo exercício no equipamento de ginástica

Quem tem mais de 60 anos se beneficia, na capital, com as Academias Populares da Pessoa Idosa (APPIs), espaços para a prática de exercícios físicos com aparelhos. Instaladas ao ar livre, as academias são compostas por dez equipamentos, que servem para alongar, fortalecer, desenvolver a musculatura em geral e trabalhar a capacidade aeróbica.

Os aparelhos, de baixo impacto, simulam atividades do cotidiano das pessoas, como caminhadas, remada, alongador, entre outros. A prática da atividade física na terceira idade pode auxiliar na redução das complicações de doenças crônicas, bem como contribuir para a diminuição no consumo de medicamentos.

A Academia Popular da Pessoa Idosa se soma a outras iniciativas do município para estimular a prática de exercícios físicos: módulos de orientação ao exercício e academias populares.

A Secretaria Municipal de Saúde lembra que, antes de iniciar qualquer prática de atividades física, todas as pessoas, independentemente da idade, precisam passar por uma avaliação médica.

Onde praticar

35 ocorrência(s)
Nome da unidade Logradouro Horário
Academia Popular da Pessoa Idosa - Bairro Bela Vista Praça Gilberto Mendonça Paiva
Bela Vista
Livre
Academia Popular da Pessoa Idosa - Bento Ferreira Avenida Cezar Hilal
Bento Ferreira
Livre
Academia Popular da Pessoa Idosa - Jesus de Nazareth Rua Afonso Sarlo
Bento Ferreira
Livre
Academia Popular da Pessoa Idosa - Bonfim Rua Doutor Aluísio de Menezes
Bonfim
-
Academia Popular da Pessoa Idosa - Alagoano Praça Antônio Trajano dos Santos
Caratoíra
Livre
Academia Popular da Pessoa Idosa - Centro (Pç Ubaldo Ramalhete) Praça Ubaldo Ramalhete Maia
Centro
Seg 5h às 9h e 17h às 22h - Ter a Dom 5h às 22h
Academia Popular da Pessoa Idosa - Consolação Rua Desembargador José Batalha
Consolação
Livre
Academia Popular da Pessoa Idosa - do Quadro Praça Doutor Athayde
Do Quadro
Livre
Academia Popular da Pessoa Idosa - Praça dos Desejos Avenida Américo Buaiz
Enseada do Suá
Livre
Academia Popular da Pessoa Idosa - Estrelinha Rua Oito de Julho
Estrelinha
-
Academia Popular da Pessoa Idosa - Fradinhos Praça José Áureo Monjardim
Fradinhos
Livre
Academia Popular da Pessoa Idosa - Centro Esportivo de Goiabeiras Avenida Jerônimo Vervloet
Goiabeiras
Livre
Academia Popular da Pessoa Idosa - Goiabeiras Praça Darcy José de Sá Filho
Goiabeiras
Livre
Academia Popular da Pessoa Idosa - Jardim Camburi (Pç Mario Elias da Silva) Praça Mário Elias da Silva
Jardim Camburi
Livre
Academia Popular da Pessoa Idosa - Jardim Camburi - em Frente Posto Atlântico Avenida Dante Michelini
Jardim Camburi
Livre
Academia Popular da Pessoa Idosa - Jardim da Penha Praça Anníbal Anthero Martins
Jardim da Penha
Livre
Academia Popular da Pessoa Idosa - Praia de Camburi - em Frente Sorveteria Avenida Dante Michelini
Jardim da Penha
Livre
Academia Popular da Pessoa Idosa - Parque Barreiros Rodovia Serafim Derenzi
Joana D´arc
Seg 7h às 9h e 17 às 22h e Ter a Dom 8h às 22h
Academia Popular da Pessoa Idosa - Jucutuquara Praça Asdrubal Soares
Jucutuquara
Livre
Academia Popular da Pessoa Idosa - Maria Ortiz - Orla Rua Ciro Vieira da Cunha
Maria Ortiz
Livre
Academia Popular da Pessoa Idosa - Tancredão Rua Rosilda Falcão dos Anjos
Mário Cypreste
Livre
Academia Popular da Pessoa Idosa - Maruípe Praça São José Operário
Maruípe
-
Academia Popular da Pessoa Idosa - Ilha de Monte Belo Rua Augusta Mendes
Monte Belo
Livre
Academia Popular da Pessoa Idosa - Nova Palestina - Orla Rua Pedro Bandeira
Nova Palestina
Livre
Academia Popular da Pessoa Idosa - Parque Moscoso Avenida Cleto Nunes
Parque Moscoso
Seg 5h às 9h e 17h às 22h - Ter a Dom 5h às 22h
Academia Popular da Pessoa Idosa - Praia do Suá Praça José Francisco Arruela Maio
Praia do Suá
Livre
Academia Popular da Pessoa Idosa - Baía Noroeste Rua da Coragem
Redenção
Livre
Academia Popular da Pessoa Idosa - República Praça Therezinha Grecchi
República
Livre
Academia Popular da Pessoa Idosa - Romão Rua Ormando de Aguiar
Romão
Livre
Academia Popular da Pessoa Idosa - Santa Tereza Rua da Constituinte
Santa Tereza
Livre
Academia Popular da Pessoa Idosa - Santo André Rua Vinte e Três de Abril
Santo André
-
Academia Popular da Pessoa Idosa - Santo Antônio Praça Stela Vieira Loureiro Coimbra
Santo Antônio
Livre
Academia Popular da Pessoa Idosa - São José Rodovia Serafim Derenzi
São José
Livre
Academia Popular da Pessoa Idosa - Praça Dom João Batista Avenida Beira Mar
São Pedro
Livre
Academia Popular da Pessoa Idosa - Solon Borges Rua João Francisco Gomes
Solon Borges
Livre

Fonte: SEMESP

Última atualização em 29/09/2017

Voltar para o topo

Vacina contra gripe para a

Marcos Salles

Enfermeira aplicndo vacina em idosa

Os idosos também precisam se vacinar e devem estar atentos ao calendário de imunização estabelecido pelo Ministério da Saúde.

Pessoas com 60 anos ou mais devem receber, por exemplo, a dose contra a influenza (gripe), que é oferecida todos os anos, durante a Campanha Nacional de Vacinação do Idoso.

Para obter mais informações, acesse o calendário de vacinação, disponível na página do Ministério da Saúde.

Última atualização em 16/08/2017

Voltar para o topo

Atendimento especializado à pessoa idosa

Kadidja Fernandes

Idosa sendo pesada em balança no CRAI

O Centro de Referência de Atendimento ao Idoso (CRAI) é um serviço especializado, que oferece atendimento em geriatria e gerontologia, destinado a pessoas idosas com idade acima de 60 anos, moradoras do município de Vitória, com agravos de saúde que comprometem a capacidade funcional (autonomia e independência) por doenças não transmissíveis e incapacitantes comuns no envelhecimento, tais como: parkinson, demências, acidente vascular cerebral, entre outras.

O CRAI oferta atenção especializada em saúde do idoso e apoio matricial às equipes da Atenção Básica. Este matriciamento se constitui em umaestratégia de apoio às equipes para o manejo de casos mais complexos, com compartilhamento de saberes e práticas visando o fortalecimento e ampliação das ações voltadas para a saúde da pessoa idosa.





Acesso ao serviço

O encaminhamento ao CRAI é feito pelo médico na Unidade Básica de Saúde do Município de Vitória, do território onde o idoso reside, sendo precedido de avaliação clínico-funcional pela equipe da Atenção Básica responsável por seu acompanhamento.

Tratamento

O idoso encaminhado ao CRAI passa por avaliação inicial, quando é definido o plano de cuidados, com propostas de intervenção de acordo com as demandas e necessidades apresentadas.

O tratamento é realizado por equipe multiprofissional e interdisciplinar composta por: geriatras, fisioterapeutas, psicólogos, enfermeiros, assistentes sociais, nutricionista, fonoaudiólogo, terapeutas ocupacionais, auxiliares e técnicos de enfermagem.

Após melhora ou estabilização do quadro clínico, o idoso recebe alta do serviço retornando à Unidade Básica de Saúde de origem para continuidade do acompanhamento.

Onde fica

Centro de Referência de Atendimento ao Idoso (Crai)
Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, 1.185, Forte São João - Ver no mapa
Telefone: (27) 3132-5010
Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 7 às 19 horas



Última atualização em 27/09/2017

Voltar para o topo

Espaços para práticas esportivas e recreativas

Elizabeth Nader

Várias Mulheres e um homem, idosos fazendo hidroginástica na piscina

Os idosos de Vitória têm a oportunidade de praticar caminhada, atividades recreativas e hidroginástica. A prática de exercícios é oferecida nos núcleos do Vida Ativa da Terceira Idade. Podem participar pessoas a partir de 50 anos. Os idosos podem se inscrever, gratuitamente, nos locais das atividades. Para isso, é preciso apresentar o atestado médico de aptidão física.

Onde praticar

Jogos, caminhada e atividades recreativas
Clube Recreio dos Olhos
Endereço: Avenida Coronel José Martins Figueredo, 575, Tabuazeiro
Horário: segunda e quarta-feira, das 15h30 às 17h30
Hidroginástica
Tancredão
Endereço: Rua Dário Lourenço de Souza, s/n, Mário Cypreste (próximo à Rodoviária)
Telefones: (27) 3322-1846 e 3322-5941
Horário: terça e quinta-feira, das 15h às 16h, das 16h às 17h e das 17h às 18h

Última atualização em 15/07/2014

Voltar para o topo

Benefício da meia-entrada é garantido por lei

A meia-entrada deve ser concedida em qualquer tipo de evento artístico?

Sim. É assegurado ao consumidor o direito de pagar meia-entrada cação no valor efetivamente cobrado para o ingresso em eventos artísticos e culturais, como espetáculos teatrais, musicais, circenses, de exibição cinematográfica, praças esportivas e similares das áreas de esporte, cultura e lazer.

Em quais casos é obrigatória a venda de meia-entrada?

Para estudantes regularmente matriculados em estabelecimentos de ensino de primeiro, segundo e terceiro grau (fundamental, médio e superior) é assegurado o direito à meia-entrada, de acordo com a Lei Estadual 4.955/94, e às pessoas com idade igual ou superior a sessenta anos, como determina o Estatuto do Idoso.

Pode ser exigido algum documento que comprove a condição de estudante ou idoso?

Sim. Pode ser exigido documento de identificação estudantil expedido pelos correspondentes estabelecimentos de ensino. Para os idosos, qualquer documento oficial com foto fará prova desta condição.

Última atualização em 22/07/2014

Voltar para o topo

Veja quem tem direito à isenção e redução do IPTU

Imóveis edificados com valor venal até R$ 30.000,00 (exceto vagas de garagem) e imóveis não edificados (terrenos) com o valor venal até R$ 7.000,00 estão isentos do pagamento do IPTU. Nesses casos, é emitido carnê para o contribuinte somente com a cobrança das taxas.

Nos casos de imóveis edificados será cobrada a Taxa de Coleta de Resíduos Sólidos (TCRS), conhecida como taxa de lixo. Para os casos de imóveis não edificados, além da TCRS, será também cobrada a Contribuição para Custeio de Serviços de Iluminação Pública (Cosip), conhecida como taxa de iluminação.

Imóveis de Preservação Ambiental Permanente

Isenção total ou parcial de, no mínimo, 50% no valor do imposto. A obtenção do benefício deverá ser requerida à Secretaria de Meio Ambiente (Semmam) até o dia 30 do mês de setembro do exercício anterior ao que se pleiteia. O benefício é de caráter permanente, cabendo ao órgão competente verificar anualmente os critérios previstos para a sua manutenção. Saiba mais

Imóveis de Preservação Histórica

Isenção total ou parcial de, no mínimo, 50% no valor do imposto. O objetivo é incentivar as edificações de interesse de preservação da história e do patrimônio cultural, paisagístico e arquitetônico do município. O benefício é concedido anualmente sem que haja necessidade de requerimento por parte do contribuinte. Cabe ao órgão competente realizar anualmente monitoramento, a fim de atribuir pontuação a cada item recuperado. Saiba mais

Imóvel de ex-combatente integrante da Força Expedicionária Brasileira

Isenção de 100% do IPTU, desde que nele resida um ex-combatente da FAB ou sua viúva ou ex-companheira. A solicitação deve ser feita anualmente na Central de Atendimento ao Contribuinte.

Idosos - Redução de 75% sobre o IPTU e Taxas

Para obter o benefício do desconto regulamentado pelo Decreto Decreto 16.576/2015, é necessário requerer, anualmente, no período entre 1º de julho a 30 de novembro, para que gere efeitos no ano seguinte. Além disso, é preciso estar enquadrado nas condições abaixo:

  • Efetuar o pagamento em cota única até a data de vencimento;
  • Ter idade superior a 60 anos ou ter sido aposentado por invalidez;
  • Ter um único imóvel e nele residir;
  • Renda familiar mensal não superior a cinco salários mínimos.

A fim de requerer a redução de 75%  o interessado deverá preencher o formulário “Requerimento de Redução de IPTU”, devidamente acompanhado dos seguintes documentos:

a) cópia de identidade e CPF dos proprietários do imóvel;

b) cópia da certidão de casamento, certidão de divórcio ou declaração de estado civil, devidamente acompanhada de cópia do CPF de duas testemunhas, se for o caso;

c) cópia do comprovante de residência em nome do requerente (última antes da apresentação do pedido);

d) comprovante de rendimentos de qualquer natureza, em que conste o nome do beneficiário e a espécie do rendimento (último contracheque antes da apresentação do pedido);

e) comprovante de rendimentos do cônjuge, em que conste o nome do beneficiário e a espécie do rendimento (último contracheque, antes da apresentação do pedido);

f) cópia da última declaração de Imposto de Renda Pessoa Física, transmitida à Receita Federal do Brasil, dos titulares do imóvel;

g) se viúvo, apresentar certidão de óbito.

Se constatado que o contribuinte faz parte do quadro de sócios e administradores de pessoa jurídica, o mesmo deverá apresentar a declaração apresentada à Receita Federal do Brasil.

A partir do segundo ano que solicitar a redução, o contribuinte deverá requerer a redução apresentando os seguintes documentos:

a) cópia do comprovante de residência em nome do requerente (última antes da apresentação do pedido);

b) comprovante de rendimentos de qualquer natureza, em que conste o nome do beneficiário e a espécie do rendimento (último contracheque antes da apresentação do pedido);

c) comprovante de rendimentos do cônjuge, em que conste o nome do beneficiário e a espécie do rendimento (último contracheque, antes da apresentação do pedido);

d) cópia da última declaração de Imposto de Renda Pessoa Física, transmitida à Receita Federal do Brasil, dos titulares do imóvel;

Se constatado que o contribuinte faz parte do quadro de sócios e administradores de pessoa jurídica, o mesmo deverá apresentar a declaração apresentada à Receita Federal do Brasil.

Onde ir para fazer o requerimento:
Central de Atendimento ao Contribuinte - IPTU, localizada no térreo do Palácio Municipal (avenida Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, 1927 Bento Ferreira) - Ver no mapa

Horário:
De segunda a sexta-feira, das 12h às 19 horas. A entrega de senhas se encerra às 18 horas

Telefone: (27) 3382-6319

Feiras Livres

Redução de 30% para aqueles imóveis residenciais e não residenciais cuja testada principal se localiza nas quadras dos trechos das ruas onde funcionam regularmente feiras livres semanais.

Download

  • Decreto Municipal 14.072/2008: estabelece normas e procedimentos para obtenção de isenção referente a interesse de preservação e tombamento vizinho (revitalização do Centro).

Central de Atendimento ao Contribuinte

Endereço: Palácio Jerônimo Monteiro
Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, 1.927, Bento Ferreira

Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 12 às 18 horas

Última atualização em 22/02/2017

Voltar para o topo

Serviço de Proteção Social Especial para Pessoas com Deficiência e Idosas

Idosos e pessoas com deficiência vítimas de violência são atendidos em Vitória nos Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas), responsáveis pelo recebimento de denúncias e pela busca de alternativas para conter esse tipo de violência.

Os Creas ofertam atendimento especializado a famílias com pessoas com deficiência e idosos com algum grau de dependência , que tiveram suas limitações agravadas por violações de direitos, tais como: exploração da imagem, isolamento, confinamento, atitudes discriminatórias e preconceituosas na família, falta de cuidados adequados por parte do cuidador, desvalorização da capacidade da pessoa, dentre outras que agravam a dependência e comprometem o desenvolvimento da autonomia.

Com uma equipe psicossocial, os Creas realizam o acompanhamento das vítimas por meio de visitas domiciliares e encontros familiares. O serviço tem a finalidade de promover a autonomia, a inclusão social e melhoria da qualidade de vida dessas pessoas. Articulados à rede de serviços socioassistenciais, também encaminham as situações de violação de direitos aos órgãos competentes, como Ministério Público e Delegacia de Polícia.

Denúncias

A população pode fazer denúncias de qualquer tipo de violência (física, psicológica, negligência, financeira, sexual) contra a pessoa idosa e com deficiência por meio do Fala Vitória 156, de segunda a domingo, das 6 horas à meia-noite, incluindo feriados.

As denúncias podem ser anônimas ou feitas por meio do encaminhamento do idoso ou da pessoa com deficiência a um dos Creas.

Última atualização em 15/08/2014

Voltar para o topo

PREFEITURA MUNICIPAL DE VITÓRIA
Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, 1927
Bento Ferreira, Vitória, ES - CEP: 29.050-945
Telefone: (27) 3382-6000

Versão clássica