Prefeitura de Vitória

Voltar
MenuMenu

Comidas Típicas

A culinária capixaba tem um diferencial em relação aos demais pratos típicos regionais do Brasil. A comida oferecida em Vitória, assim como nos demais municípios do Espírito Santo, é produto de um mix especial de culturas, tanto dos colonizadores europeus quanto dos índios e africanos.

A herança cultural, aliada à tradição pesqueira, gerou pratos que somente são encontrados aqui, como é o caso da Torta e da Moqueca Capixaba.

É comum o morador de Vitória dizer que moqueca somente existe no Espírito Santo, porque nos demais estados o que existe é a peixada. O que leva a comida a ser única são os temperos e a forma como é feita, inclusive, com o uso de panelas de barro, um importante diferencial da culinária local.

A moqueca e a torta são os pratos mais conhecidos da culinária do Espírito Santo. A moqueca não utiliza azeite de dendê e leite de coco. Sua feitura original é na panela de barro, criada artesanalmente pelas paneleiras de Goiabeiras. Famosa internacionalmente, a moqueca é alvo de uma bem-humorada disputa com a similar baiana, resumida no tradicional slogan "Moqueca só capixaba, o resto é peixada".

Na confecção da torta são usados diversos frutos do mar, como siri desfiado, camarão, ostra e sururu, além de bacalhau e palmito. É o prato tradicional por ocasião da Semana Santa, feito em todas as casas dos moradores de Vitória e dos demais municípios capixabas, independente do credo religioso do morador é a tradição secular que fala mais alto.

Moqueca Capixaba

Carlos Antolini

Moqueca capixaba

Rendimento: prato para 6 pessoas.

Ingredientes

  • 1,5kg de peixe fresco (robalo, badejo, papa-terra, ou namorado);
  • 3 maços de coentro;
  • 3 maços de cebolinha verde;
  • 2 cebolas brancas (pequenas);
  • 3 dentes de alho;
  • 4 tomates;
  • 3 limões;
  • azeite de oliva;
  • sementes de urucum;
  • pimenta-malagueta (opcional);
  • óleo de soja ou algodão;
  • sal fino.
Modo de fazer
  • Limpe bem o peixe, corte-o em postas de 5cm de largura, lave-o com limão e deixe-o em uma vasilha com água de sal fraca. Separe a cabeça para preparo do pirão.
  • Soque juntos o alho e o sal.
  • Em uma panela de barro (grande), coloque um pouco de óleo de soja ou de algodão (duas colheres) e azeite de oliva (uma colher) e adicione a massa obtida no socador, passando-a no fundo do recipiente.
  • Retire as postas de peixe da vasilha com água e sal. Vire as postas de um lado para outro na panela, arrumando de modo que não fiquem umas por cima das outras.
  • Corte o coentro, o tomate e a cebola e os coloquem, nesta ordem, por cima das postas de peixe que estão na panela. Regue com azeite e suco de limão.
  • À parte, frite, em um pouco de óleo quente, uma colher (sopa) de sementes de urucum. Depois de fritas, retire-as. Na hora de levar ao fogo para cozinhar, despeje um pouco desse óleo por cima do peixe para dar cor. Quando começar a abrir a fervura, verifique o sal. Não ponha água, não vire as postas e cozinhe com a panela bem tampada.
  • Verifique o paladar do sal e do limão. Deixe no fogo forte por 20 a 25 minutos. Balance de vez em quando a panela com o auxílio de um pedaço de pano grosso para que as postas de peixe não agarrem no fundo. Quando for à mesa, salpique coentro picadinho.
  • Como complementos da moqueca capixaba são indispensáveis o arroz branco, o pirão e o molho. 

Pirão

  • Use os mesmos temperos da moqueca, reduzindo-os à metade. Aproveite a cabeça do peixe ou uma das postas, previamente separada para esse fim. Proceda da mesma forma, desta vez adicionando de três a quatro copos de água ao peixe.
  • Quando estiver cozido, escorra e o desfie. Junte o peixe ao caldo novamente, deixe ferver e, quando estiver no ponto máximo de fervura, vá jogando a farinha de mandioca lentamente para não embolar, mexendo aos poucos com um garfo. Pronto o pirão, corte o coentro e o espalhe por cima antes de servir. 

Molho

  • Amasse seis pimentas malaguetas no suco de dois limões e três colheres de vinagre de boa categoria.
  • Corte uma cebola em fatias bem finas, fazendo o mesmo com o coentro e as cebolinhas. Misture tudo à medida que for regando com o azeite. Se o molho ficar muito picante, coloque um pouco de água. 

Última atualização em 27/12/2016

Voltar para o topo

Torta Capixaba

Elizabeth Nader

Moqueca capixaba

Rendimento: prato para 6 pessoas.

Ingredientes

  • Cebola, alho, azeite doce, azeitona, limão, coentro, cebolinha verde, tomate a gosto;
  • ½kg de palmito natural previamente cozido;
  • 200gr de siri desfiado e cozido;
  • 200gr de caranguejo desfiado e cozido;
  • 200gr de camarão cozido;
  • 200gr de ostra cozida;
  • 200gr de sururu cozido;
  • 200gr de badejo desfiado e cozido;
  • 500gr de bacalhau desfiado e cozido.

Observação: Para cozinhar esses ingredientes, fazem-se as moquecas de cada um e retira-se todo o caldo, deixando-os o mais seco possível.

Modo de Preparo
  • Prepare um refogado com cebolas, alho, pimenta, azeite doce, azeitonas e limão.
  • Leve-o ao fogo com o palmito natural e espere até desaparecer a água e ganhar consistência.
  • Junte, depois de limpos, desfiados, cozidos e espremidos, os ingredientes acima, mexendo até evaporar a água. Retire para esfriar um pouco. Misture uma parte da espuma de 6 claras em neve com as gemas.
  • Quando se adicionarem os temperos aos mariscos, deve-se colocar o bacalhau para enxugar e dar liga à massa.
  • Cozinhe à parte 6 ovos, que servirão apenas para enfeite juntamente com azeitonas e rodelas de cebola.

Coloque a massa em uma panela de barro e a leve ao forno, retirando-a quando a espuma estiver bem coradinha. 

Última atualização em 27/12/2016

Voltar para o topo

PREFEITURA MUNICIPAL DE VITÓRIA
Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, 1927
Bento Ferreira, Vitória, ES - CEP: 29.050-945
Telefone: (27) 3382-6000

Versão clássica