Prefeitura de Vitória

Voltar
MenuMenu

Parques

Considerando o Decreto Nº 4838-R, do Governo do Estado do Espírito Santo, que dispõe sobre medidas restritivas do risco extremo para o enfrentamento da Covid-19, os parques urbanos e naturais de Vitória estarão fechados no período entre 18/03/2021 e 31/03/2021.

Os parques de Vitória são opção de lazer para crianças e adultos. O mais antigo deles é o centenário Parque Moscoso, no Centro, e o mais novo é a Chácara Paraíso, no Barro Vermelho. Os Parques Gruta da Onça, Horto de Maruípe, Pedra da Cebola, Fonte Grande, entre outros, oferecem trilhas, mirantes, espaço para esporte e lazer onde moradores e turistas podem passar momentos agradáveis sozinho, com amigos ou em família.

Barreiros

Marcos Salles

Parque Municipal de Barreiros

A denominação de Barreiros se deve à antiga fazenda que ocupava áreas dos atuais bairros de Joana D'Arc e São Cristóvão. A fazenda foi extinta, mas a palavra Barreiros ficou e, até o final dos anos 60, designava a área que equivale a esses bairros. Hoje, identifica o parque, inaugurado em junho de 1998, e localizado em parte das terras que pertenceram à antiga propriedade rural.

O Parque Municipal de Barreiros surgiu a partir de um antigo sítio onde se desenvolvia a fruticultura. Mangueiras, cajueiros, jaqueiras, abiuzeiros, ingazeiros, jamelões e abricoteiros se espalham, compondo a região mais plana, entre muitas outras espécies de porte menor. Uma nascente dá origem ao córrego que atravessa o parque em sua parte lateral.

Aves, répteis e peixes podem ser vistos no local, que possui área superior a 46 mil metros quadrados. Lá, existe também um Centro de Educação Ambiental (CEA) e uma Academia Popular da Pessoa Idosa.

Onde fica

Acesso pela Rodovia Serafim Derenzi ou pela Rua Mestre Ângelo, em São Cristóvão - Ver no mapa.
Telefone: (27) 3382-6598 e 3345-1332.

Horário de funcionamento:
Todos os dias das 5 às 22 horas.
Fechado nas segundas entre 9 e 17h para manuteçao.

Última atualização em 20/05/2021

Voltar para o topo

Botânico da Vale

Agência Vale

Entrada do Parque Botânico da Vale

Com 33 hectares de área verde, o Parque Botânico Vale está localizado no cinturão do Complexo de Tubarão. É um espaço de lazer e, principalmente, uma unidade de conservação da Mata Atlântica, uma das mais importantes florestas do país.

Quem visita o local tem a oportunidade de conhecer o primeiro Jardim Sensorial permanente do Espírito Santo, estrutura que tem o objetivo de estimular os cinco sentidos e promover uma forma diferenciada de interação com a natureza.




Mais de 140 espécies de árvores, tais como pau-brasil, jacarandá e ipê, além de animais silvestres, como caticocos, gambás, saguis e várias espécies de aves podem ser vistas em cinco trilhas ecológicas.

O visitante pode ainda frequentar o parquinho e fazer trilhas ecológicas pela área de restauração florestal - que já possui mais de 140 tipos de espécies arbóreas de Mata Atlântica e alguns animais silvestres. Também é possível agendar uma visita guiada de ônibus às instalações da Vale, em Tubarão.

O parque conta também com o Vagão do Conhecimento, biblioteca com capacidade para 3.500 exemplares, montada em um vagão de trem, e com acervo de audiolivros, voltado para deficientes visuais. O único orquidário da Grande Vitória aberto à comunidade também está instalado neste parque. O espaço conta hoje com mais de 350 mudas divididas em 113 espécies.

Mensalmente, é ofertado aos visitantes uma programação diversificada que busca atingir todos os públicos, baseada nos pilares da Cultura, Educação, Saúde e Entretenimento.

Onde fica

Av. dos Expedicionários - Jardim Camburi, Vitória - ES
Telefone: (27) 3333-6200 - informações e agendamentos.

Horário de funcionamento:
De segunda à sexta-feira das 6 às 16 horas.
Fechado nos sábados e domingos.


Trilhas (Durante a semana) – 9h, 10h, 14h e 15h.
Trilhas (Finais de semana e feriados) - 10h, 11h, 14h e 15h.

Importante saber:

  • Nas trilhas ecológicas, o visitante deve estar de tênis.
  • Menores de 16 anos devem estar acompanhadas com os responsáveis para fazer a caminhada nas trilhas.

Última atualização em 08/08/2020

Voltar para o topo

Centro de Visitantes TAMAR Vitória

Divulgação Semmam

Alunos visitam Projeto Tamar

Dois aquários para a observação de tartarugas marinhas e palestras sobre sua vida, reprodução e preservação são atrações do Centro de Visitação do Projeto Tamar localizado na ilha do Papagaio, uma área adjacente à Praça do Papa, em Vitória. Os tanques têm dois e 30 mil litros e abrigam filhotes e espécies adultas de tartarugas verdes (Chelonia mydas), cabeçuda (Caretta caretta) e oliva (Lepidochelys olivacea).

Os visitantes também recebem informações sobre a Ilha de Trindade, o maior sítio reprodutivo da tartaruga verde no país e área de alimentação da tartaruga de pente. Há registros de animais marcados em Trindade recapturados no Ceará, Pernambuco, Bahia e Senegal, na África. Outro atrativo do Centro de Visitação é a bela paisagem do entorno: uma vista panorâmica da baía de Vitória e da cidade de Vila Velha.

O objetivo é envolver a sociedade nas questões ambientais, conscientizando os cidadãos de forma prazerosa sobre um assunto sério. Durante a temporada reprodutiva, a equipe do Projeto Tamar faz marcação e biometria das fêmeas e monitoramento dos ninhos nas praias de desova.

Segundo o Tamar, cada atividade tem seu dia e horário. O visitante faz sua escolha, guiando-se por um painel com o cronograma. Para tirar dúvidas, há monitores nos pontos de saída das visitas orientadas e em toda a área do Centro de Visitação. Visitas direcionadas para escolas, universidades e grupos organizados, com agendamento prévio, têm duração aproximada de uma hora e meia.

Como funciona

Moradores da comunidade de pescadores do entorno e alunos da rede municipal de Vitória têm atividades guiadas e palestras gratuitas. Para os outros visitantes, a entrada é R$ 16,00 (inteira) e R$ 8,00 (meia).

Avenida Nossa Senhora dos Navegantes, 700, Enseada do Suá, Vitória - Ver no mapa
Horário de funcionamento:
De terça a domingo, das 10 às 17 horas.
Informações: (27) 3225-3787 e tamarvitoria@tamar.org.br.

Última atualização em 13/03/2021

Voltar para o topo

Parque Pianista Manolo Cabral (Chácara Paraíso

Leane Barros

Estrutura de madeira e vaso de plantas

Inaugurado em junho de 2013, o parque tem pistas de caminhada e módulo do Serviço de Orientação ao Exercício (SOE)com aulas de alongamento e ginástica e avaliações físicas individuais. Também conta com guaritas de segurança, vigilância patrimonial, bicicletários, banheiro público com acessibilidade, iluminação de LED, bancos, decks, estacionamento para nove veículos e playground.

Cem mudas de árvores foram plantadas no local, entre elas palmeiras jerivás, paus-ferro, cerejeiras, flamboyants, amoras roxas, araçaúnas, jambos, cajueiros, patas de elefante, além de outras plantas.

O local é identificado como espaço territorial especial protegido, conforme Lei municipal 4.438/97, e não pode ser reduzido, parcelado ou destinado a outro fim.

Onde fica

Acesso pela Rua Chapot Presvot, Praia do Canto ou Ruas Guilherme Serrano e Nicoleti Madeira, no Barro Vermelho. Ver no mapa.
Telefone: (27) 3315-2754

Horário de funcionamento:
Aberto todos os dias, das 5 às 22 horas.
Fechado nas segundas para manutenção das 9 às 17 horas.

Última atualização em 20/05/2021

Voltar para o topo

Refúgio da Vida Silvestre da Mata Paludosa (Fazendinha

Leonardo Silveira

Parque Municipal da Fazendinha

No extremo norte da capital, entre a rodovia Norte-Sul e os bairros Jardim Camburi e de Fátima, na Serra, fica o Parque Municipal da Fazendinha, um lugar perfeito para repousar à sombra de árvores frutíferas, como mangueiras, cajueiros, jambeiros e laranjeiras, e de exemplares de Mata Atlântica introduzidos naquele ambiente.

Inaugurado em junho de 2004, o parque possui quase 23.000 e serve de moradia para aves, mamíferos e peixes. A região central é ocupada por uma nascente e um grande lago. Na parte mais elevada, existe um platô, que serve de mirante natural.

A Fazendinha é um espaço interessante para a criançada se divertir observando a natureza.

Onde fica

Rua Eugênio Pacheco de Queiroz, em Jardim Camburi - Ver no mapa.
Telefone: (27) 3237-2405

Horário de funcionamento:
De terça a domingo, inclusive feriados, das 7 às 17 horas.
Fechado nas segundas para manutenção.

Última atualização em 20/05/2021

Voltar para o topo

Parque da Fonte Grande

Leonardo Merçon / Instituto Últimos Refúgios

Vista da cidade Vitória da perspectiva de um dos mirantes do Parque

Vista da cidade de Vitória da perspectiva do Parque

O Parque Estadual da Fonte Grande está localizado no "coração" do Maciço Central de Vitória e é um dos maiores remanescentes de Mata Atlântica protegida por Lei em área urbana do país.

Leonardo Merçon - Instituto Últimos Refúgios

Uma pedra cujo formato lembra um triângulo equilibrada sobre uma base também de pedra

Pedra da Batata (Ampliar imagem)

Em seu terreno de 218 hectares, o que equivale a uma área de cerca de 218 campos de futebol, altamente acidentado com vales e pontões, declividades acentuadas, de clima quente e sujeito a muitas chuvas ao longo do ano, conserva cobertura vegetal com predomínio de floresta secundária de Mata Atlântica em vários estágios sucessionais, representantes da floresta original com árvores centenárias, vegetação rupestre, encontrada nos afloramentos rochosos, e uma fauna variada, composta de répteis, anfíbios, invertebrados, pequenos mamíferos e aves.

Recebe a influência direta das massas de ar que vêm do Oceano Atlântico, a cerca de 1.000 metros de distância, que trazem umidade às encostas que compõem a Área de Proteção Ambiental (APA) Maciço Central de Vitória, na qual o Parque da Fonte está inserido, o que permite a formação das seis nascentes que existem no parque: Campinho, Mangueiras, Cazuza, Bambuzal, Ganda e D. Jandira.

Novos Mirantes do Fonte Grande

Arquivo PMV

Caminho em madeira que se projeta sobre penhasco com as laterais protegidas para evitar quedas

Mirante Sumaré (Ampliar imagem)

Entre as funções que um parque natural no meio urbano pode possibilitar aos cidadãos, estão os momentos de bem-estar gerados pela contemplação da paisagem em contato com a natureza. Nesse sentido, a Prefeitura Municipal de Vitória (PMV), através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semmam), realizou a construção dos mirantes Mochuara, com 500 m², Sumaré, com 80 e Recanto da Floresta, com 175 , com amplo espaço e segurança para os visitantes.

Esses novos três mirantes, somado ao Mirante da Cidade, com 60 , estão situados em local de grande beleza cênica e paisagística do Parque, permitindo a contemplação da Mata Atlântica e a baía de Vitória, dentre outros pontos paisagísticos, históricos e culturais da cidade de Vitória e de municípios vizinhos, como Cariacica, Serra e Vila Velha.

Arquivo PMV

Pátio em madeira que se projeta sobre penhscom com as laterais protegidas por guarda-corpo

Mirante Mochuara (Ampliar imagem)

Arquivo PMV

Caminho em madeira que se projeta sobre penhasco, com as laterais protegidas por guarda-corpo

Mirante Recanto da Floresta (Ampliar imagem)

História de formação do Parque

A origem e a criação do Parque foram efetivadas por meio da Lei estadual nº 3.875, de 31 de julho de 1986, publicada em 07 de agosto de 1986. Sua área pertence ao Governo do Estado do Espírito Santo, mas é administrada pela Prefeitura Municipal de Vitória (PMV), por meio de um convênio firmado em 1992.

O Parque foi criado um ano após a tragédia na comunidade Morro do Macaco, ocorrido em janeiro de 1985, quando 40 pessoas tiveram suas vidas ceifadas em decorrência do deslizamento de um grande bloco de rocha de mais de 150 toneladas, ocasionado pelas intensas chuvas e tendo como agravante o fato dos desmatamentos das encostas no local próximo ao bairro Tabuazeiro.

Um dos objetivos da criação do Parque é impedir a ocupação, proteger a floresta e estabilizar as encostas do Maciço Central de Vitória, a fim de se evitar a ocorrência de tragédias.

Desde então, a Prefeitura de Vitória tem obtido sucesso em cumprir essa missão com o desenvolvimento de diversas ações de planejamento, reflorestamento, fiscalização e Educação Ambiental, para garantir a proteção da floresta, o que impede a ocorrência de tragédias como a do Morro do Macaco e ainda proporciona qualidade de vida na cidade.

O Centro de Educação Ambiental Parque da Fonte Grande – (GEA/PFG)

Arquivo PMV

Construção de um andar com telhas de barro, cercada por árvores

O Plano de Manejo do Parque da Fonte Grande prevê, em seu Programa Uso Público – Subprograma de Educação Ambiental, "estimular o uso do Parque e dos seus recursos pela rede escolar, organizações civis e instituições governamentais”; dentre as atividades: promover visitas especiais ao Parque, de grupos de escolas e outros segmentos ou grupos interessados".

O Centro de Educação Ambiental é um equipamento público da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semmam), por meio da qual a Gerência de Educação Ambiental, com sua equipe técnica, realiza atividades, projetos e ações educativas com visitantes, escolas e comunidades do entorno do Parque da Fonte Grande, cuja a temática principal é a Mata Atlântica.

Ele está localizado próximo do ponto culminante da Ilha de Vitória, que é de 308,8 metros de altitude e do início do percurso de suas trilhas dentro da Mata Atlântica de Encosta, que fazem parte do Programa de Interpretação Ambiental, tendo como atrativo, além da biodiversidade, 05 mirantes que permitem explorar a paisagem em 360º, proporcionando ao visitante uma contemplação da vista panorâmica da planície litorânea e das serras capixabas com seus rios que deságuam na Baía de Vitória.

O Centro desenvolve o projeto Trilhas Interpretativas, atendendo, em média, 600 visitantes/mês do município de Vitória, Região Metropolitana e interior do estado, sendo escolas de educação infantil, ensino fundamental, Programa de Tempo Integral, escolas de ensino médio, faculdades, grupos organizados, comunidade do entorno e turistas.

A interpretação ambiental do CEA busca utilizar de forma didática os espaços do Parque, possibilitando aos participantes vivências e experiências que contribuam no desenvolvimento de percepções ambientais, saberes e fazeres que apontem para a construção de sociedades sustentáveis.

A abordagem é feita com a atividade de trilha interpretativa, sensitiva e dialogada, realizada durante o percurso das trilhas, buscando apresentar os espaços e pontos de interpretação existentes no Parque para promover a interação sociedade/natureza. Ao longo das atividades, os visitantes são instigados para questões ambientais, sendo convidados a refletir sobre a importância do Parque como espaço educador e do protagonismo de todos na construção de uma sociedade sustentável. Na Trilha da Pedra da Batata, é possível observar a fauna e a flora da Mata Atlântica e as funções socioambientais que a floresta oferece destacando a proteção das encostas do Maciço Central de Vitória.

No Mirante do Sumaré a Interpretação da Paisagem destaca a ocupação do território e a foz dos rios Bubu, Itanguá, Marinho e Jucu.

Já na trilha do Caracol é possível conhecer uma das nascentes do Córrego Fradinhos e no Mirante da Cidade o destaque fica para a foz dos Rios: Santa Maria da Vitória, Aribiri e as comunidades abaixo da Floresta nas encostas do Maciço Central de Vitória.

Além das atividades realizadas no parque, a equipe técnica do Centro também desenvolve atividade junto às escolas e comunidades do entorno, estabelecendo processos educativos que dialogam com os contextos socioambientais mais pertinentes a cada realidade, tendo a Mata Atlântica como inspiração.

Conheça alguns exemplares da Fauna e Flora do Parque

Por conta da pandemia da Covid, são necessários os seguintes cuidados no acesso ao Parque:
  • Uso de máscara durante todo o período de permanência no parque;
  • Uso de recipientes de água individual;
  • Manter 1,5 metro de distância em relação aos demais visitantes e funcionários;
  • Não visitar o parque em casos de sintomas de gripe ou de contato com pacientes suspeitos ou confirmados com COVID-19 até que se encerre o período de quarentena;
  • Dispor de álcool para a higienização das mãos;
  • Evitar aglomerações nos bebedouros e sanitários.

Os agendamentos de escolas e grupos organizados, respeitados os critérios colocados pelas autoridades sanitárias quando do retorno seguro a essas atividades, poderão ser feitos junto ao Centro de Educação Ambiental do CEA PFG, pelo telefone (27) 3382-6576, na primeira semana de cada mês, quando é aberta a agenda do mês seguinte.

Onde fica

Avenida Serafim Derenzi, Grande Vitória - Ver no mapa.
Telefone: (27) 3381-3521 e 3382-6576.

Horário de funcionamento:
De terça a domingo, inclusive feriados,  das 7 às 17 horas.
Fechado nas segundas para manuteçao.

O Parque conta com infraestrutura, segurança 24 horas e estacionamento para atender os visitantes. O acesso é realizado pela guarita Tião Sá, através da Rodovia Serafim Derenzi, no bairro Grande Vitória, por carros particulares ou a pé, e pela guarita de Fradinhos, com acesso pela rua João Ferreira de Souza.
O acesso aos mirantes inicia-se às 8h e encerra às 16h40

Última atualização em 27/05/2021

Voltar para o topo

Gruta da Onça - atualmente fechado para obras

Fernanda Neves Gomes

trilha com corrimão na gruta da onça

Com área de quase 69.000 , o Parque Municipal Gruta da Onça é ideal para trilhas entre nascentes e riachos, cercados de exuberante vegetação de Mata Atlântica.

Na entrada, uma grande onça de concreto protege uma nascente. Escadarias e caminhos íngremes levam a um belo passeio.

O parque foi criado em 1988 e reinaugurado em 1996. Nele, as pessoas caminham ao som do canto dos pássaros, em companhia de mamíferos, como coelhos e macacos, e de répteis, a exemplo dos calangos e lagartos.

Uma parada obrigatória é o Mirante da Pedra da Raposa. Ele oferece visões inesquecíveis da baía, do penedo e do porto, revelando algumas das mais belas paisagens de Vitória.

Além de contar com um Centro de Educação Ambiental (CEA), o visitante pode ainda contratar os serviços dos condutores em ecoturismo, que desenvolvem atividades de condução de visitantes das 8 horas às 16h30, de terça-feira a domingo, na trilha Poço dos Escravos - valor de R$ 10,00 por pessoa.

Onde fica

Os visitantes chegam ao Parque Municipal Gruta da Onça pela rua Barão de Monjardim, que fica próxima à Casa do Porto das Artes Plásticas, no Centro de Vitória - Ver no mapa.

Telefones:

  • Agendamento para visita monitorada - (27) 3132-1712
  • Administração - (27) 3132-7290

Horário de funcionamento:
De terça a domingo, inclusive feriados, das 7 às 17 horas.
Fechado nas segundas para manuteçao.

Última atualização em 20/05/2021

Voltar para o topo

Horto de Maruípe

Carlos Antolini

Curso d'água cercado por vegetação espelhada na água

O Parque Municipal Horto de Maruípe é um belo cenário, recoberto pelo verde e colorido pelas flores. As águas de uma nascente descem das encostas, formando lagos e um córrego cheio de curvas. Aves e peixes ajudam a entreter quem transita por ali, reforçando, ao mesmo tempo, a proximidade dos visitantes com a natureza.

O parque, que se estende por cerca de 50.000 , é uma das áreas verdes mais antigas da capital. Destaca-se o corredor formado pelas palmeiras imperiais. O local foi inaugurado em outubro de 1995 e é adequado para caminhadas, além de possuir quadra de futsal e de futebol de areia, uma Academia Popular e uma Academia Popular da Pessoa Idosa. O Horto de Maruípe possui sinal de internet livre do Vitória Online.

Onde fica

Avenida Maruípe, Maruípe - Ver no mapa.
Telefone: (27) 3382-6593

Horário de funcionamento:
Aberto todos os dias, das 5 às 22h.
Fechado nas segundas entre 9 às 17 horas para manutenção

Última atualização em 20/05/2021

Voltar para o topo

Parque Padre Alfonso Pastore - Mata da Praia

Arquivo Secom PMV

Mulher caminha em praça, cercada por bromélias e árvores

Nos arredores da Praia de Camburi, fica o Parque Municipal Padre Alfonso Pastore. Constituído em 1997. Pela soma dos territórios de cinco praças, abrange uma área superior a 44.000 , onde predomina uma cobertura vegetal remanescente da Mata de Restinga.

É um ambiente propício para contemplar a natureza original da região e observar as aves silvestres. Pelas vias que atravessam a Mata de Restinga, as pessoas podem fazer relaxantes caminhadas.

A mancha verde se destaca em meio ao imenso mosaico marrom composto pelos telhados coloniais das casas do bairro Mata da Praia. O parque tem equipamentos de lazer, como quadra poliesportiva, campos de futebol soçaite e de areia, playground, bocha.

Onde fica

Entre as Avenidas Nicolau Von Schilgen, Antônio Borges ou Construtor Davi Teixeira - Ver no mapa.
Telefone: 3382-6539

Última atualização em 10/02/2021

Voltar para o topo

Parque Moscoso

Elizabeth Nader

Concha Acústica no Parque Moscoso após a reforma

Situado no centro da cidade e inaugurado em 1912, o Parque Moscoso é o mais antigo parque de Vitória. Possui um sinuoso lago com peixes e ilhas, cortado por pontes de concreto que imitam a textura de troncos. O parque também conta com uma Academia Popular da Pessoa Idosa e sinal de internet livre do Vitória Online

São aproximadamente 24.000 de área, constituindo-se num ambiente de tranquilidade em meio à correria do centro da metrópole.

A Concha Acústica é palco de inúmeros espetáculos. Ela foi tombada como patrimônio cultural pelo Conselho Estadual de Cultura e é privilégio de poucas cidades brasileiras.

Em maio de 2012, para celebrar os 100 anos do parque foram realizadas a restauração da Concha Acústica, a revisão das instalações elétricas, a recuperação dos bancos, dos muros e das calçadas externas, como também a reforma do lago principal.

Também foram feitos novos paisagismos e afixadas placas de sinalização, que permitirão ao visitante conhecer um pouco mais da história do local

Onde fica

Avenida República, Centro - Ver no mapa.
Telefones: (27) 3381-6819/3382-6568

Horário de funcionamento:
Aberto todos os dias, das 5 às 22 horas.
Fechado nas segundas entre 9 e 17 horas  para manutenção.

Última atualização em 20/05/2021

Voltar para o topo

Pedra da Cebola

Elizabeth Nader

Crianças brincam no Parque da Pedra da Cebola

O Parque Pedra da Cebola possui exemplares de Mata de Restinga e de Mata Atlântica e vegetação rupestre nativa do local, que abrigam pequenos répteis e aves. Com área superior a 100.000 , o parque também conta com jardim oriental e um mirante, com vista para a parte do Maciço Central, o Porto de Tubarão e o Morro do Mestre Álvaro, localizado na Serra.

O parque foi implantado em novembro de 1997, num local onde, até 1978, existiu a Pedreira de Goiabeiras, de propriedade da mineradora Vale. Trata-se da primeira recuperação de área degradada por esse tipo de atividade econômica no município. No ambiente da antiga jazida, uma área plana é utilizada para eventos de pequeno e médio porte e para a prática de atividades esportivas.

O nome do parque deriva de uma grande pedra esculpida pela natureza que repousa sobre outra rocha. Devido a seu comportamento geológico, a pedra se "descama" de maneira similar às palhas de uma cebola. O Parque Pedra da Cebola tem parquinhos, lagos e um campo de futebol, além de um Centro de Educação Ambiental (CEA). A área também possui o sinal de internet livre do Vitória Onlne.

Onde fica

Entre as Ruas Ana Vieira Mafra, João Baptista Celestino (acesso ao estacionamento) e Av. Fernando Ferrari - Ver no mapa.
Telefones: (27) 3327-4353

Horário de funcionamento:
Aberto todos os dias, das 5h às 22 horas.
Fechado nas segundas entre  9 e 17h para manutenção.

Última atualização em 20/05/2021

Voltar para o topo

Parque Tabuazeiro

Carlos Antolini

Tronco de árvore em primeiro plano e lagoa cercada por vegetação ao fundo

Encravado nos contrafortes do Maciço Central de Vitória, o Parque Municipal de Tabuazeiro foi implantado em uma área remanescente de um sítio agrícola.

No local, são encontradas inúmeras árvores frutíferas, como jaqueiras, jambeiros, abacateiros, mangueiras e a árvore mais significativa, o secular cajá-mirim, conhecido também como tabuazeiro, que originou o nome do parque, inaugurado em setembro de 1996.

Nesse ambiente que remete à tranquilidade do interior, espécies remanescentes de Mata Atlântica reforçam as belezas da paisagem verdejante. Duas nascentes formam um lago e o córrego que corta a área baixa do parque. Répteis, mamíferos e aves desfilam pelo território, de mais de 50.000 .

Trilhas íngremes levam a pontos privilegiados para a observação da região.
 Para completar a diversão, há campo de futebol soçaite, quadra poliesportiva e playground.

Além disso, o parque conta com viveiro de plantas medicinais e faz distribuição de maços e mudas para a comunidade e instituições interessadas. A distribuição é realizada após preenchimento e assinatura de termo de responsabilidade, e está limitada a quatro maços e três mudas ao mês por pessoa ou instituição.

Como chegar

Chega-se ao parque pela rua Santos Dumont, no bairro Tabuazeiro. O parque fica na esquina com a rua Jácomo Forza - Ver no mapa

Telefone: (27) 3132-7291 (administração).

Horário de funcionamento:
De terça a domingo, inclusive feriados, das 7 às 17 horas.
Fechado nas segundas para manuteçao.

Última atualização em 20/05/2021

Voltar para o topo

Von Schilgen

Carlos Antolini

Fachada da sede do Parque Chácara Von Schilgen

O Parque Natural Municipal Von Schilgen tem um local privilegiado, em pleno coração da Praia do Canto, no Morro do Gajuru. O local conta com uma área de 71.259,27 e um perímetro de 1.503,63 m. O espaço é perfeito para meditação e caminhadas.

O parque conta com lindas paisagens, trilhas para caminhadas e contempla inúmeras espécies de árvores e refúgio de aves silvestres. A chácara na qual o parque foi instalado possui duas residências da família de Nicolau Von Schilgen, uma delas do começo do século XX. Uma das residências é hoje sede administrativa, que conta também com um pequeno auditório.

A altitude até o topo do morro é de 65 m. A vegetação nativa e do entorno desempenha importante papel no clima, na ecologia e no paisagismo para os moradores da Praia do Canto. O parque é aberto a visitação e trilhas.

Onde fica

Avenida Saturnino de Brito, 595, Praia do Canto - Ver no mapa
Telefone: (27) 3235-9862.

Horário de funcionamento:
De terça a domingo das 7 às 17 horas.
Fechado nas segundas  para manuteçao.

Última atualização em 20/05/2021

Voltar para o topo

Atlântica Parque

Flávio Almeida

Atlântica Parque (Jardim Camburi

Localizado na Praia de Camburi, na altura do bairro Jardim Camburi, o Atlântica Parque é uma opção de lazer ao ar livre para toda a família e para quem gosta de praticar esportes. São 19.000,00 com bicicletários, campo de futebol de grama sintética, pista de bicicross, pista de skate, playgrounds, pracão, deques, mirante de contemplação, espaço para musculação e ginástica funcional, pergolados, banheiros públicos, jardins e bancos.

No Parque são realizadas atividades sociais, educativas, culturais, esportivas e de lazer com a população. O parque não dispõe de cercamento, portanto, o horário é de livre acesso. Acessível a pessoas com dificuldades de locomoção.

O projeto de implantação do Parque faz parte das ações de recuperação da região norte da praia de Camburi que estão sendo realizadas pela Vale, através de um Termo de Compromisso Ambiental (TCA) assinado com o Ministério Público Federal, o Ministério Público Estadual, a Prefeitura de Vitória e o Governo do Estado.

Onde fica

Avenida Dante Michelini, Jardim Camburi - Ver no mapa

Última atualização em 10/02/2021

Voltar para o topo

Parque Barão de Monjardim

Foto Divulgação

pessoa no final da trilha do divisor com vista para Vitória

Com acessos pelos bairros Santa Cecília, Lourdes e Santos Dumont, o Parque Municipal Barão de Monjardim conta com campo de futebol de grama sintética, playground, Academia Popular para a Pessoa Idosa, banheiros públicos, vestiário, jardins e bancos. Boa parte do parque conta com árvores que foram introduzidas durante processo de reflorestamento, possui 79.711,19 de extensão.

Além de aliar lazer, esporte e consciência ambiental, o Parque Barão de Monjardim conserva variadas espécies nativas da Mata Atlântica. Um de seus maiores atrativos é a vista para a Pedra dos Olhos, um dos pontos culminantes da capital, com seus 296 m de altitude.

Onde fica

Acessos:

  • Rua Engenheiro Alencar Araripe, s/nº (Santa Cecília);
  • Rua Flávio Abaurre (Bairro de Lourdes)
  • Rua José Francisco Bertholdo (Bairro Santos Dumont) - Ver no mapa
Horário de funcionamento:
Aberto todos os dias, das 5 às 22 horas.
Fechado nas segundas entre 9 e 17h para manutenção.

Última atualização em 20/05/2021

Voltar para o topo

Parque Municipal de Mangue Seco

Samira Gasparini

Parque de Mangue Seco

O Parque Municipal de Mangue Seco carrega características semelhantes à de Vitória: seu relevo é ondulado, com muitas rochas, árvores e jardins. É um importante centro de lazer e convivência para a comunidade de Santa Martha e região.

O parque dispõe de campos de futebol e vôlei de areia, área de eventos, playground, banheiros públicos, jardins e bancos.

Onde fica

Acessos:

  • Rua Laury Tavares, Integração;
  • Rua Benedito Muniz, Santa Martha - Ver no mapa
Horário de funcionamento:
Aberto todos os dias, das 5 às 22 horas.
Fechado nas segundas entre 9 e 17h para manutenção

Última atualização em 20/05/2021

Voltar para o topo

Centro de Esportes e Lazer Eucalipto

André Sobral

Centro de Esportes e Lazer de Eucalipto

O Centro de Esportes e Lazer Eucalipto foi criado em uma antiga área da Universidade Federal do Espírito Santo, onde se localizava uma estrutura de concreto conhecida por "esqueleto da Ufes" ou "obra velha", posteriormente a estrutura foi demolida e deu lugar a esta área de lazer para a população.

Possui área de quase 9 mil metros quadrados e tem à disposição do público campo de futebol gramado, quadras de futebol e voleibol de areia, playground, banheiros públicos, vestiário, jardins e bancos.

Onde fica

Acessos:
  • Rua Monsenhor Raymundo Pereira Barros - Ver no mapa;
  • Rua Areobaldo Bandeira, Bonfim
Horário de funcionamento:
Aberto todos os dias, das 5 às 22 horas.
Fechado nas segundas entre 9 e 17h para manutenção.

Última atualização em 20/05/2021

Voltar para o topo

Parque natural Dom Luiz Gonzaga Fernandes

Localizado no bairro Redenção, o parque foi criado com o objetivo de proteger o manguezal da Baía de Vitória e o desenvolvimento de atividades de educação ambiental, turismo e lazer em contato com a natureza. O parque conta com áreas de lazer, academia popular e áreas esportivas.

Horário de Funcionamento:
Aberto de terça a domingo, inclusive feriados, das78 às 17 horas.
Fechado nas segundas para manutenção

Última atualização em 20/05/2021

Voltar para o topo

Parque natural Vale do Mulembá - atualmente fechado para obras

O Parque Natural Vale do Mulembá, com acesso principal pelo bairro Joana D’Arc, tem
aproximadamente, 142 hectares de área. Constitui uma importante área de preservação de Mata Atlântica, com fauna silvestre, nascentes e cursos d´água que podem ser observadas durante caminhadas nas trilhas.

Horário de Funcionamento:
Aberto de terça a domingo, inclusive feriados, das 7 às 17 horas.
Fechado nas segundas  para manutenção.

Última atualização em 20/05/2021

Voltar para o topo

PREFEITURA MUNICIPAL DE VITÓRIA
Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, 1.927
Bento Ferreira, Vitória, ES - CEP: 29.050-945
Aberta ao público de segunda a sexta, das 8h às 18h

Versão clássica